Clique na capa para mais detalhes

 

Limites sem Trauma - Construindo Cidadãos

Clique na capa para ampliar.
90ª. edição Editora Record - RJ
Preço: R$ 32,00
Outras Edições:

(EDITADO NA FRANÇA, ESPANHA, ITÁLIA, ARGENTINA, CANADÁ, MÉXICO, ENTRE OUTROS).

Como, quando e por que dizer "não" aos filhos. E também como, quando e por que dizer "sim". LIMITES SEM TRAUMA, transformou-se no livro de cabeceira de pais e mães brasileiros. Com utilíssimos capítulos divididos por faixas etárias, o livro 'descomplica' o dia-a-dia da família e indica as necessidades das crianças em cada etapa do desenvolvimento - sempre relacionadas às respectivas tarefas dos pais em relação aos limites.

Depois do lançamento de seu primeiro livro para pais, "Sem padecer no paraíso: em defesa dos pais ou sobre a tirania dos filhos" - onde Tania alertava para as consequências sociais da liberdade excessiva e da falta de autoridade dos pais - a sociedade se horroriza com o que a autora já denunciava e assiste, sem compreender, ao incremento assustador do envolvimento de adolescentes de classes média e alta, de boas escolas e família estruturada, em atos de incivilidade, agressões, assassinatos e violência. A professora Tania Zagury, pioneira na discussão do papel dos limites na educação, vem perseguindo o objetivo de fazer com que os pais readquiram a percepção de que seu principal papel é o de formar cidadãos, pessoas capazes de, pela postura ética, transformar a sociedade, fato fundamental para evitar a marginalização dos jovens.

LIMITES SEM TRAUMA cumpre a tarefa de dar segurança, embasamento técnico e diretrizes educacionais aos pais, livrando-os da culpa e da insegurança que tanto os afligem. A obra figurou durante 56 semanas nas listas dos mais vendidos do país, tendo alcançado por várias semanas o primeiro lugar, fato inédito para um livro de Educação. É o livro que dá base para operacionalizar o que se tornou talvez a mais difícil de todas as tarefas: ensinar  limites aos filhos.

Trata-se, sem dúvida, de uma obra definitiva sobre a questão dos limites.


voltar ao topo